Guerra na Ucrânia: Cristãos ajudam vítimas

Guerra na Ucrânia: Cristãos ajudam vítimas

Há poucos anos, a Ucrânia era destaque nas notícias, com imagens angustiantes de protestos violentos, invasões e ocupações da Rússia, além de uma guerra sangrenta. Atualmente, o país da Europa Oriental parece ter deixado esse cenário caótico, mas o que muitas pessoas não sabem é que restou uma catástrofe humanitária que continua até os dias de hoje.

Guerra na Ucrânia: Cristãos ajudam vítimas

Guerra na Ucrânia: Cristãos ajudam vítimas

Como resultado da guerra no leste da Ucrânia, 11 mil pessoas foram mortas e 2,5 milhões foram forçadas a deixarem suas casas. Hoje elas vivem quase sem esperança. Atrás dessas estatísticas estão inúmeras histórias e vidas que foram destruídas pelo desespero, desgosto e tragédia.

Além disso, milhares morreram indiretamente como consequência da queda da infra-estrutura causada pela guerra. Em muitas partes da Ucrânia, especialmente nas regiões orientais, os recursos para saúde e apoio social quase desapareceram. Milhares de pessoas foram deixadas sem qualquer apoio do Estado, que não pode lidar com a grande parte das necessidades.

Como resultado, durante os meses de inverno, muitas pessoas, especialmente os idosos que não podem pagar o custo do aumento do combustível (valor diretamente ligado à guerra com a Rússia), estão literalmente congelando até a morte em suas próprias casas. No leste da Ucrânia, as temperaturas caem para menos 20 graus e, no inverno passado, milhares de pessoas morreram em suas próprias casas como resultado de um frio prolongado.

Missão Dnipro Hope

Diante desta situação, um grupo de cristãos resolveu agir. Liderados por Joshua Searle, eles formam a organização missionária Dnipro Hope. Em artigo para o site Christian Today, o presidente comenta: “No verão de 2016, eu e alguns amigos nos unimos para explorar como poderíamos ajudar a aliviar esse sofrimento. O resultado foi a fundação de uma nova organização, a Missão Dnipro Hope, com o objetivo de criar um novo movimento para renovar a Ucrânia, trabalhando em parceria com igrejas locais e líderes. Essa é a nossa missão, ajudar quem precisa”, explicou.

“Minha paixão pela Ucrânia vem de muitos anos. Entre 2011 e 2013 trabalhei como missionário na Donetsk Christian University (DCU), um importante centro de treinamento teológico no leste da Ucrânia. Infelizmente, em 2014, após a revolta liderada pela Rússia, no leste da Ucrânia, a DCU foi obrigada pelas forças especiais russas a ser transformada em uma base militar. As salas de aula onde eu costumava ensinar missionários se tornaram câmaras escuras onde paramilitares jogam facas e disparam balas em alvos nas paredes”, colocou.

Atos heróicos

“Em muitas partes da Ucrânia, cristãos comuns estão realizando atos heróicos, sacrificando sua própria saúde e segurança para ajudar e cuidar dos necessitados. Estou convencido de que, se não fosse a presença desses cristãos na região, toda a Ucrânia oriental teria caído há muito tempo em um caos completo. O trabalho que estão fazendo, como a entrega de medicamentos para diabéticos em regiões devastadas pela guerra, está literalmente salvando vidas, mesmo que esses cristãos arrisquem suas vidas no processo”, ressaltou.

“O desejo de ajudar, apoiar e encorajar essas pessoas é o que está por trás da fundação da Missão Dnipro Hope. Nossa visão é ajudar a tornar o Reino de Deus uma realidade visível na Ucrânia. Trabalhamos em colaboração com uma rede de contatos confiáveis ​​nas igrejas locais da região para ajudá-los a oferecer atendimento de alta qualidade para pessoas necessitadas, como enfermos, deficientes, refugiados, idosos e órfãos”, finalizou.