Atleta obedece voz de Deus e impede 3 homens se matar

Atleta obedece voz de Deus e impede 3 homens se matar

Depois de obedecer a um comando de Deus, o jogador de futebol americano Derek Carr impediu que três homens se suicidassem na mesma noite, segundo relato feito por ele no último sábado (29) nas redes sociais.

Atleta obedece voz de Deus e impede 3 homens se matar

Atleta obedece voz de Deus e impede 3 homens se matar

Ele estava assistindo um culto em sua igreja, no momento do apelo para uma reconciliação com Cristo, quando ouviu a voz de Deus.

“O Espírito Santo me disse: ‘Alguém aqui vai se suicidar, a menos que você diga algo’”, contou o atleta em um vídeo publicado pela página Holy Spirit Lifestyle, no Facebook.

Derek não respondeu ao comando imediatamente e começou a questionar se ele realmente tinha ouvido a voz de Deus.

”Eu vou mesmo me levantar enquanto o pastor convida pessoas para aceitarem Jesus para impedir alguém de se suicidar? E se ninguém aparece? É preciso muita obediência para chegar lá e fazer isso”, disse ele.

No entanto, o atleta decidiu ser obediente, caminhou até o altar de sua igreja e disse ao público que sabia sobre alguém que estava planejando se matar naquela noite.

“Para alguém aqui a vida ficou tão difícil que você quer se suicidar esta noite. Estou aqui para dizer que Jesus te ama e tem um plano para a sua vida”, disse Derek na ocasião.

Minutos depois, um homem foi em  frente ao altar e apontou para si mesmo. “Ele apareceu, enxugou seus olhos e permaneceu ali em pé”, lembra o jogador.

Depois que Derek orou por aquele homem, outro rapaz revelou ao irmão do atleta que também estava planejando se matar naquela noite e pediu oração.

Quando o culto finalmente terminou e Derek estava se preparando para ir embora, um terceiro homem se aproximou dele e confessou que também estava planejando se suicidar.

“Eu nunca vi essas três pessoas na minha vida e acabei dizendo a elas o quanto eu as amava, o quanto Deus as amava e o quanto Jesus as amava”, disse o atleta.

Enquanto alguns encaram os acontecimentos daquela noite como “extraordinários”, Derek afirma que foi um ato simples. “Tudo o que eu fiz foi ser obediente”, conclui.